quinta-feira, 25 de maio de 2017

Estudos: Encontro detalha projeto do Trem Intercidades

24/05/2017 - O Liberal

Em sua primeira etapa, trem vai resgatar o transporte ferroviário de passageiros no trecho entre as cidades de Americana e São Paulo

Uma reunião entre o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni, e o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), previamente agendada para o dia 30, deve definir detalhes sobre a implantação do Trem Intercidades, que em sua primeira etapa vai resgatar o transporte ferroviário de passageiros no trecho entre as cidades de Americana e São Paulo.

O encontro, aguardado ansiosamente pelas lideranças políticas da região, leva pela primeira vez o debate ao prefeito da maior cidade interiorana no trajeto, e que hipoteticamente vai concentrar o maior número de embarques e desembarques.

Foto: Arquivo / O Liberal
Ideia é usar trecho existente para fazer a ligação entre Americana e São Paulo

No dia 28 de março, em Brasília, o presidente Michel Temer (PMDB) garantiu a inclusão do Intercidades no programa de concessões da União. O governo federal, que controla a malha férrea no trecho, fará a concessão do domínio, ao governo de São Paulo, de linhas que hoje servem exclusivamente ao transporte de cargas.

O deputado federal Vanderlei Macris (PSDB), um dos entusiastas do projeto, comemorou na época o resultado da reunião, lembrando que o governo estadual esperava há um ano pelo desfecho. A grande vantagem do projeto, segundo ele, é que a estrutura já existente pode ser utilizada, sem gastos com desapropriações ou licenças ambientais.

O trem faz parte do PPI (Programa de Parceria de Investimentos), onde o poder público e iniciativa privada passam a integrar um consórcio para administração do sistema ferroviário. A empresa que explora o transporte de cargas e o Estado, no caso, vão compartilhar as mesmas linhas férreas.

O apoio da União é estratégico: as empresas interessadas em gerenciar o Intercidades irão contar com linhas de financiamento do BNDES, e poderão investir com segurança.

Projeto

O Intercidades vai consumir investimentos da ordem de R$ 5,4 bilhões, compartilhados entre empresas e poder público. A estimativa é que 60 mil pessoas, diariamente, vão se utilizar do trem nos 135 quilômetros entre Americana e São Paulo.

Nas etapas posteriores, o projeto também prevê a interligação ferroviária da Capital com o Vale do Paraíba, Baixada Santista e região de Sorocaba. O percurso completo do Intercidades possui 431 quilômetros de ferrovias e está orçado em R$ 20 bilhões

Nenhum comentário:

Postar um comentário